www.ViagensdeMotorHome.com.br

Todos os direitos reservados -2018

Ênio & Maria Teresa

A distância entre Chapada dos Guimarães e Bom Jardim é de 170 Km. Até Roda D’Água mais 37 Km. Total aproximado de 210 km. Chegando a Bom Jardim ficamos ao lado na Polícia Militar, no Pátio do Salão Paroquial da Vila.

Fomos conhecer o Balneário Estivado a 1 (um) Km do centro da cidade. O balneário que fica no rio do mesmo nome, tem capacidade para 150 pessoas nos finais de semana e feriados. Eles servem almoço, porções e bebidas. Como é uma área particular não é permitido levar comida ou bebida. Quanto aos preços, é o de mercado. Thierry, neto do proprietário, que no momento é quem está à frente do negócio, nos disse que conseguiram autorização da CEMA (órgão Ambiental responsável) para fazerem uma reforma, adequando o Balneário à legislação e dando mais conforto para os turistas. As águas do Balneário são cristalinas e podemos nadar, com muito cuidado, entre os cardumes de peixes das espécies(dourado, piraputangas piaus e outros). A natureza ao redor é linda.

Continuando o passeio, a flutuação “Vale das Águas” é no rio Saloba sendo uma descida de 800 metros em águas cristalinas e muitos peixes para observar. Luciano é o responsável, número de contato é 65 92082534, se quiser ligar direto. Em uma trilha de 650 metros dentro da mata, ao som do canto dos pássaros e ruído dos macacos se chega ao rio para flutuação.

Mais à frente, temos o “Duto do Quebó” que oferece um atrativo imperdível, um passeio de boia pelo rio Quebó, passando dentro de uma caverna. É o boia-cross um passeio de 2000 metros em cima de uma boia com toda segurança, capacete, colete e sandália para os pés. O rio tem uma correnteza moderada, com uma profundidade que não chega a 1 metro, para segurança dos turistas. Esse passeio exige guia que poderá ser contratado no próprio local; a nossa guia foi Amanda, filha da proprietária. O passeio é de 55 reais por pessoa, 30 reais se quiser alugar uma máquina à prova d’água; o guia vai tirando as fotos durante o percurso. Perto da Ponte de Pedra tem espaço para brincar na água. No restaurante, tem parquinho para as crianças e a refeição é de 25 reais por pessoa ( comida típica). As águas do rio Quebó são cristalinas e , a caverna que passamos, tem 10 metros de altura por 278 m de largura, as estalagmites que se formaram ao longo dos anos, são lindas. Também tem muito morcego, mas eles voam um pouco quando projetamos as lanternas nas paredes e voltam para se esconder. Quem quiser pode ligar e combinar direto com a proprietária Rosinha ( 65 92166535) sem precisar passar em agência de turismo.

O rio Quebó nasce no setor Santa Fé dentro de um projeto de assentamento rural. Então alguns proprietários exploram o turismo para sua subsistência. Percebe-se que foram assentados em cima de pedreiras, assim é muito difícil cultivar pastagens ou agricultura, só resta mesmo, o turismo para quem pode pagar os trâmites da licença ambiental. O balneário pertence à Vila Roda D’Água. Como o Balneário está distante de Bom Jardim uns 40 Km , sendo uns 30 de terra( estrada boa), o turista poderá continuar em frente uns 15 Km e encontrará a BR 163 e pegar o asfalto e voltar para Cuiabá ou seguir em frente para Nova Mutum. Existem placas indicando a BR. A estrada pertence à Usina EMALL e tem um pedágio de 10 reais (mesmo de terra). A saída para BR 163 é ao lado do restaurante e lanchonete “Porta Aberta”. Se entrar na BR 163 para direita irá para Nova Mutum, se a esquerda Posto Gil e Nobres.

Saída: 12/10/2015
Distância: 210 Km
Gasto de combustível: R$ 130,59
Estradas: BR 251, MT 351 e MT 241.
Cidades: Chapada dos Guimarães, Vila Bom Jardim, Vila Roda d’Água (Município de Nobres/MT)


Volta: 14/10/2015
Distância: 210 Km
Gasto combustível: R$ 150,00
Estradas: MT 241, MT 351 e BR 251.
Cidades: Município de Nobres (Roda D’Água e Vila Bom Jardim) e Chapada dos Guimarães.